full screen background image
Últimas notícias

Ranking mostra rotas onde aéreas faturam mais; Brasil está fora do top 10 – Economia


Voo da British entre Nova York e Londres tem o maior faturamento do mundo (Divulgação)

O voo da British Airways que liga Nova York (EUA) a Londres (Reino Unido) é o campeão de faturamento no mundo. Um estudo da consultoria inglesa OAG aponta que a British Airways teve uma receita de mais de US$ 1 bilhão entre os meses de abril de 2017 e março de 2018 com voo nessa rota. Segundo a OAG, somente esse trecho é responsável por 6% do faturamento total da British Airways.

Dos dez voos com maior faturamento total, metade tem como origem ou destino o aeroporto de Heathrow, em Londres. O Brasil está fora do top dez. A consultoria só divulgou os dez primeiros colocados.

A Singapore Airlines é a única companhia aérea que conta com dois voos entre os dez com maior receita do mundo (quarto e décimo lugares).

Leia também:

Maior companhia aérea do mundo tem quase 1.000 aviões; veja ranking
Airbus A380 tem 22 rodas, e troca do trem de pouso demora 14 dias
Quanto combustível um jato comercial consome por voo?

A OAG também avaliou o faturamento por hora de voo de cada rota. Nesse quesito, o voo campeão é o da companhia aérea Emirates entre Londres e Dubai (Emirados Árabes Unidos), com US$ 25.308 por hora voada. No total, a Emirates fez 32.378 horas nesse trecho.

Embora tenha tido um faturamento total maior, voo da British Airways também realizou mais horas de voo para fazer o trecho entre Nova York e Londres. No total, foram 42.117 horas voadas. Com isso, a receita por hora de voo da British Airways ficou em US$ 24.639.

“Todas as dez rotas são operações de alto custo, que combinam aviões de grande porte com alta frequência. Normalmente, essas rotas também incluem uma alta taxa de passageiros de negócios, reservas de última hora e maior rentabilidade. Embora o custo de operação possa ser alto, pelo menos as receitas provavelmente são ainda maiores”, afirma o relatório da OAG.

O estudo da consultoria inglesa avaliou a receita gerada por cada trecho dentro de uma determinada companhia, considerando somente voos de ida. A consultoria não divulgou qual seria a receita conjunta de todas as companhias aéreas que operam voos na mesma rota.

Para chegar ao ranking dos dez voos com maior faturamento no mundo, a OAG afirmou que combinou informações sobre a escala de voos de cada companhia aérea com dados sobre o tráfego de passageiros em cada rota.

Confira abaixo os dez voos de mais receita do mundo.

1º Nova York – Londres, com a British Airways: US$ 1,04 bilhão (US$ 24,64 mil por hora de voo)
2º Melbourne – Sydney, com a Qantas Airways: US$ 854,69 milhões (US$ 24,24 por hora de voo)
3º Londres – Dubai, com a Emirates Airlines: US$ 819,4 milhões (US$ 25,3 mil por hora de voo)
4º Londres – Cingapura, com a Singapore Airlines: US$ 709,73 milhões (US$ 18,25 mil por hora de voo)
5º Los Angeles – Nova York, com a American Airlines: US$ 698 milhões (US$ 13,8 mil por hora de voo)
6º São Francisco – Nova York, com a United Airlines: US$ 687,67 milhões (US$ 12,13 mil por hora de voo)
7º Hong Kong – Londres, com a Cathay Pacific Airways: US$ 631,85 milhões (US$ 14,29 mil por hora de voo)
8º Londres – Doha, com a Qatar Airways: US$ 552,66 milhões (US$ 17,67 mil por hora de voo)
9º Vancouver – Toronto, com a Air Canada: US$ 552,26 milhões (US$ 11,44 mil por hora de voo)
10º Sydney – Singapura, com a Singapore Airlines: US$ 543,72 milhões (US$ 19,52 mil por hora de voo)

Leia também:

Acordo entre Embraer e Boeing envolve área que dá mais receita à brasileira
Uber quer voos mais baratos que viagens de carro, mas há muitos desafios
O dia em que o piloto deixou o filho brincar na cabine e derrubou um avião



Fonte




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *