full screen background image
Últimas notícias

Ações da Fitbit despencam após anúncio do Apple Watch Series 4


A Fitbit assistiu às suas ações despencaram 7% logo que o novo Apple Watch Series 4 foi apresentado pela Apple na última quarta-feira (12). Não por acaso, já que a nova versão do smartwatch da Maçã surgiu com a promessa de morder uma fatia considerável do mercado da fabricante de wearables — a dos gadgets focados em ajudá-lo a cuidar da própria saúde.

Anunciado por US$ 399, o novo Apple Watch inclui de um tudo, desde um eletrocardiograma até um detector de quedas bruscas que disca automaticamente para números de emergência. Não que a Fitbit deva arredar o pé tão fácil: conforme destacou o site Barron’s Next, a companhia tem apostado pesado no seu novo Charge 3, pulseira que é capaz de detectar apneia durante o sono e também batimentos cardíacos irregulares. A companhia também promete continuar a desenvolver e a “validar clinicamente” novas funções para seus produtos.

Apple Watch Series 4 promete ser o “guardião inteligente da sua saúde”, com novas funções que incluem um eletrocardiograma e um detector de quedas bruscas. (Imagem: reprodução/Apple)

Seja como for, a Apple certamente promete uma boa briga de nicho. Senão, basta considerar o que disse o diretor de operações da companhia, Jeff Williams, por ocasião da revelação do Series 4: o Apple Watch deve “se tornar um guardião inteligente da sua saúde”.

Fitbit deve focar no Android

À Fitbit restou a saída política protocolar para ocasiões como essa: há espaço “para que várias companhias consigam sucesso” nesse segmento. “A Fitbit produz relógios inteligentes com preços competitivos, com funcionamento interplataformas e com alto valor agregado, o que nos permite alcançar uma porção muito maior da população”, disse um representante da companhia ao referido site, ressaltando especificamente os “proprietários [de dispositivos] Android que representam 80% dos donos de smartphones no mundo”.

Naturalmente, isso leva à uma conclusão não rara entre os especuladores de mercado. Em termos, sim, os investidores da Fitbit podem ter reagido com exagero — e, de fato, pode mesmo haver público para uma coexistência relativamente pacífica.

Fitbit tem no competitivo Charge 3 sua principal aposta para o atual ano fiscal; modelo é capaz de detectar apneia durante o sono e também registra batimentos cardíacos irregulares.

Até porque a Fitbit talvez nem represente o principal calcanhar a ser chutado pela Apple em um futuro próximo. Conforme destacou a CNBC, o Apple Watch deve esse ano praticamente igualar as vendas às de todos os relógios de renomados fabricantes suíços. Como se vê, há mesmo espaço para todos — já que o ringue é bem grande.

Fonte: Canaltech



Fonte




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *