full screen background image
Últimas notícias

Alimentação para cuidar da glândula tireoide


Se você foi diagnosticada/o com um problema relacionado à glândula tireoide, neste artigo, mostraremos a melhor alimentação para cuidar da glândula tireoide e aquilo que você deve evitar para manter esses distúrbios controlados.

Antes de mencionar qual dieta é mais favorável à sua tireoide, explicaremos um pouco sobre essa glândula, o que é o hipotireoidismo e quais são as principais causas que geram problemas na tireoide.

O que é a tireoide?

A Associação Americana da Tireoide (ATA, siglas em inglês) define a tireoide como uma glândula que se parece com uma borboleta e está localizada na área frontal do pescoço.

Sua principal função é formar os hormônios da tireoide, levá-los à corrente sanguínea e distribuí-los a todos os tecidos que compõem nosso corpo. Além disso, esses hormônios permitem que o corpo desempenhe as seguintes funções:

  • Gerenciar a energia
  • Manter a temperatura corporal.
  • Assegurar o bom funcionamento de órgãos como, por exemplo, coração, cérebro, músculos.

Leia também este artigo: Hipotireoidismo: como cuidar de suas tireoides

O que é o hipotireoidismo?

A ATA garante que o hipotireoidismo é o reflexo de uma glândula tireoide hipoativa. Isso significa que o folículo não tem a capacidade de gerar hormônio tireoidiano suficiente para o corpo funcionar adequadamente.

Assim, as pessoas com esta doença têm uma diminuição na secreção de hormônios da tireoide no sangue. Também têm uma diminuição na atividade funcional das glândulas tireoide.

Quais são as suas causas?

Segundo a ATA, as causas mais frequentes do aparecimento de hipotireoidismo são as seguintes:

Doença autoimune

Em certas pessoas, o sistema imunológico, que defende naturalmente o corpo contra infecções estranhas, como vírus ou bactérias, tende a confundir células da tireoide e suas moléculas com organismos invasores.

Assim, ele as ataca e as destrói. Isso faz com que não haja células e moléculas suficientes que possam produzir a quantidade correta de hormônio da tireoide que nosso corpo precisa para funcionar normalmente.

Este caso está mais presente em mulheres do que em homens. Pode começar espontaneamente ou se desenvolver gradualmente ao longo de vários anos. Logo então, as doenças mais comuns são tireoidite atrófica e tireoidite de Hashimoto.

Remoção da glândula tireoide cirurgicamente

Glândula tireoide

Pessoas que têm câncer de tireoide, nódulos na tireoide ou doença de Graves, devem recorrer a esta cirurgia. Assim, uma parte ou toda a glândula tireoide pode ser removida.

Quando completamente eliminada, o paciente desenvolverá hipotireoidismo. No entanto, se permanecer intacta, mesmo que uma parte, pode gerar hormônio tireoidiano suficiente para manter os níveis sanguíneos na faixa usual.

Tratamento radioativo

Indivíduos que sofrem de algumas das condições mencionadas no ponto anterior são submetidos a tratamentos com iodo radioativo, com o objetivo de destruir a glândula tireoide. Além disso, aqueles que sofrem da doença de Hodgkin ou câncer na cabeça ou pescoço são tratados com radiação. Consequentemente, eles tendem a perder parte ou toda a função da tireoide.

Outras causas

As células da tireoide podem não produzir hormônio tireoide suficiente devido às seguintes causas:

  • Hipotireoidismo congênito
  • Tireoidite
  • Medicações de lítio
  • Alfa interferão
  • Amiodarona ou interleucina 2
  • Também por excesso ou falta de iodo, danos na hipófise e raros distúrbios infiltrativos na tireoide.

Qual é a melhor alimentação para cuidar da glândula tireoide?

Se você foi diagnosticado com problemas de hipotireoidismo, uma condição que 10% da população mundial sofre, os especialistas recomendam que você siga uma dieta equilibrada que te ajude a cuidar da tireoide. Em seguida, considere algumas características:

Consumir iodo

Algas que contêm iodo

Nosso corpo precisa de iodo para produzir hormônios tireoide. Infelizmente, não podemos gerá-lo naturalmente. Assim, é necessário incluir na alimentação esse oligoelemento que regula a energia do corpo e seu crescimento.

As opções mais ricas são peixes do mar, mariscos e algas. Este último pode ser usado em saladas, sopas ou sushi, para citar alguns pratos. Uma dose por dia é suficiente, porque consumir muito iodo pode ter um efeito adverso.

Ingerir laticínios também ajuda a cuidar da glândula tireoide

Ter distúrbios da tireoide enfraquece os ossos. Por isso, é aconselhável comer iogurte, leite e queijo, fontes que te ajudarão a fortalecê-los e a cuidar da tireoide.

Descubra: Sucos antioxidantes: poderosos aliados

O chá deve estar na alimentação para cuidar da glândula tireoide

Ao tomar infusões de erva-cidreira ou chá verde, por exemplo, nosso corpo obterá antioxidantes que ajudarão a acalmar a hiperatividade da glândula tireoide.

Além disso, o consumo adequado de morangos, frango e nozes também é altamente recomendado para pessoas que sofrem de um problema nas glândulas tireoides.

Alimentos que você deve evitar para cuidar da glândula tireoide

É aconselhável evitar comer alimentos processados, refinados ou enriquecidos com gorduras prejudiciais à saúde.

Além disso, é aconselhável reduzir a ingestão de soja, pois gera fitoestrogênios que, apesar de favorecerem o colesterol, podem prejudicar a produção de tiroxina, pois impedem que o iodo seja fixado em nosso corpo.

Por fim, em qualquer caso, você precisa procurar o aconselhamento de um profissional. Sem dúvida alguma, ele será capaz de te orientar e recomendará uma dieta para que você possa cuidar adequadamente da tireoide.



Fonte




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *