full screen background image
Últimas notícias

5 características de pessoas que sabem amar em um relacionamento


Erich Fromm foi um dos primeiros a afirmar que o amor também é algo que se aprende. Não basta sentir, pois também requer um tipo de “alfabetização” para que ganhe forma. É por isso que existem pessoas que sabem amar em um relacionamento e outras que amam muito, mas não sabem como fazer isso.

Não se trata de um simples jogo de palavras. As pessoas que sabem amar conseguem construir relações mais fortes e duradouras. Quem simplesmente sente, mesmo que com muita intensidade, às vezes não consegue fazer as coisas funcionarem.

Elas esquecem que nem tudo tem a ver com o sentimento, mas também com o critério.

“A boa vida é inspirada pelo amor e guiada pelo conhecimento”.
-Bertrand Russell-

As pessoas que sabem amar são conscientes do que esse sentimento envolve. Por isso, não se limitam a deixar tudo fluir. Elas o enriquecem com atitudes e valores.

Estes são alguns dos traços ou algumas das características que as diferenciam.

Traços das pessoas que sabem amar

1. Confiança

A palavra confiança nem sempre é bem compreendida. Não tem a ver com acreditar cegamente no outro, mas com esperar o melhor dele. As pessoas que sabem amar em confiam no(a) seu(sua) parceiro(a). Pensam que sempre serão capazes de trazer à tona sua melhor versão.

A confiança também é expressada como a tranquilidade resultante de poder se mostrar diante do outro sem inibições e reservas. Esperam que o outro as aceite e não coloque em questão o que são, pensam ou dizem.

Casal abraçado de olhos fechados

2. Respeito

Não existe amor se não existir respeito. O respeito tem a ver com a capacidade de aceitar o outro do jeito que ele é. Com o propósito explícito de não fazer ou dizer algo para mudá-lo, para que deixe de ser como é.

Quando há respeito, protege-se a autonomia própria e a do outro. O casal tem sua própria vida, seu próprio mundo, e não é pelo fato de haver um vínculo amoroso que isso tem que mudar. Isso também implica tratar o outro com a consideração que merece.

3. Compartilhamento

As pessoas que sabem amar estão dispostas a acompanhar e ser acompanhadas. Elas dão um lugar à pessoa amada em seu próprio tempo, em seus planos e em suas atividades. Também, é claro, em seus sentimentos. Por isso, compartilham igualmente o que há em seu mundo interno.

Nesse ponto, é importante insistir na relevância de compartilhar tempo de qualidade. Isso não se resume simplesmente a passar muito tempo com o outro. Nesse caso, trata-se de momentos que ambos dedicam exclusivamente ao outro.

Não importa se há filhos, um trabalho exigente ou compromissos incontornáveis. Quem ama sempre busca um momento para compartilhar especificamente com o(a) parceiro(a).

4. Diálogo, um aspecto fundamental para as pessoas que sabem amar

As pessoas que sabem amar entendem que o diálogo é fundamental para ter uma boa relação. O amor é feito fundamentalmente de conversas. Isso não tem a ver com conversas superficiais, mas com a capacidade de expressar genuinamente o que se pensa, o que se sente, o que se sonha, etc.

O diálogo dá lugar a um maior conhecimento e uma maior compreensão do outro. Representa a capacidade de comunicar, mas também de escutar.

É fundamental para se conectar efetivamente com os sentimentos e as necessidades do outro. O diálogo constitui uma parte essencial do encontro subjetivo entre duas pessoas que se amam.

Casal sorrindo um para o outro


5. Paciência

Podemos amar muito uma pessoa, mas é lógico que essa pessoa nem sempre vai trazer à tona sua faceta mais simpática ou agradável. Há dias em que o(a) parceiro(a) está de mau humor, demonstra suas inseguranças ou se torna intolerante frente a algum aspecto. As pessoas nem sempre se comportam como desejamos que se comportem.

É nesses momentos, mais que em qualquer outro, que a pessoa precisa da paciência de seu(sua) parceiro(a). Com certeza, ela não fica chata ou irritada por prazer. Simplesmente precisa de um pouco de tempo para processar uma experiência ou uma situação que está muito intensa no momento.

As pessoas que sabem amar entendem que devem trabalhar pela relação. Um amor não é um simples assunto de borboletas no estômago, nem de ilusões românticas. Também exige dedicação, vontade e bom senso. Só assim perdura no tempo e enriquece a vida.



Fonte




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *