full screen background image
Últimas notícias

Como usar o Remini, app que faz mágica recuperando fotos de má qualidade – 14/10/2019


Com o dia das crianças o Remini se tornou bastante popular nas redes sociais para melhorar as fotos antigas da época de infância. O aplicativo usa inteligência artificial para melhorar fotos com pouca resolução, principalmente aquelas antigas borradas e sem muita qualidade.

Disponível em versão Android ou iOS, o Remini foi criado pelo desenvolvedor Wei Liu, da empresa BigWinePoint, que por sua vez pertence à Dagong Tecnnology Co., empresa chinesa a qual não encontramos muitas informações na internet.

As fotos que serão otimizadas vão para um servidor que usa inteligência artificial na “transformação”. O aplicativo viralizou ao impressionar internautas pelo capricho das imagens modificadas. Lançado no início deste ano, a empresa diz ter alterado já 10 milhões de fotos com baixa resolução, achatadas, fora de foco, danificadas e até de mesmo capturas de tela de vídeos.

É seguro?

Mas isso quer dizer que eles cuidam direitinho de nossas fotos? Até o momento, isso não sabemos ao certo. Em seus termos de uso e privacidade lemos o seguinte:

1) A Remini diz proteger a segurança de suas informações pessoais, com uma “variedade de tecnologias e procedimentos de segurança” (sem especificar quais) para proteger os dados contra acesso, uso ou divulgação não autorizados.

2) “Informações de privacidade” referem-se à identidade pessoal e informações relacionadas, como o nome real do usuário, número de identificação, número de celular, endereço IP e a operação do usuário pelo serviço no servidor de Dagong, além das próprias imagens melhoradas pelo app

3) A Dagong divulgará suas informações pessoais “se exigido por lei ou de acordo com os termos relevantes de serviço e contrato de licença de software da Remini”

4) O app diz que as imagens e vídeos não podem ser usados “sem a autorização da Remini” (e o usuário, não decide sobre isso?). Além disso, a companhia diz que não é responsável pelo conteúdo criado no serviço, e que pode se dar o direito de usar as imagens otimizadas por sua inteligência artificial.

Se privacidade não é uma preocupação para você, deveria ser, como já dissemos em outros apps e recursos da moda. Mas se ainda assim você quiser curtir a brincadeira por sua conta e risco, confira abaixo como utilizar o aplicativo Remini:

Reprodução

Imagem: Reprodução

1) Baixe o Remini no seu celular. Em “Start” inscreva-se no app com o seu email, ou com as contas do Facebook ou do Google. O app dará duas opções de uso: gratuita, liberando o uso com três fotos por dia; ou pago.

2) Para melhorar a foto com baixa qualidade, vá em “Enhance Photo”. Na próxima tela, continue em uma das opções: “Select from gallery” para escolher da galeria de fotos; ou tire uma nova foto em “Take a Picture”. Aqui, usamos a primeira opção. Aparecem na sequência as pastas da sua galeria. Escolha a foto desejada.

3) Na tela de edição, a ferramenta para corte “Crop” estará disponível. Se preferir, recorte a foto, clicando no símbolo de crop, no pé direito da imagem. Se preferir, escolha apenas a parte do rosto, ou então selecione o modo “Full pic” para selecionar a imagem completa.

Espere uns segundos enquanto o app processa a foto. Pressione “Hold to view “Before”, para ver a diferença entre a foto antiga e a melhorada.

Reprodução

Imagem: Reprodução

4) Salve a foto no celular tocando no canto direito da tela, onde está a seta azul direcionada para baixo. Caso queira compartilhar no Facebook, vá em “Share to Facebook”.

Reprodução

Imagem: Reprodução

Sua foto borrada e sem qualidade foi melhorada com o Remini. Veja o antes e depois acima. Também é possível salvar a foto manualmente clicando no menu no topo direito da tela final, e depois em “Save”.

A qualidade do resultado depende de alguns fatores, como o nível de má qualidade da imagem original (quanto pior, mais difícil recriar a imagem), e a IA prioriza rostos, às vezes colocando texturas, dentes e posições do olho questionáveis.

Veja abaixo um exemplo em que pegamos mais pesado. Considerando que a original estava bem acabada, até que o Remini se esforçou. Mas é evidente que o resultado ficou mais distante do rosto da vida real.

Reprodução

Imagem: Reprodução



Fonte




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *